LIXO EXTRAORDINÁRIO - Psicanalista Sandro Cavallote
17346
post-template-default,single,single-post,postid-17346,single-format-standard,bridge-core-2.6.4,qode-page-transition-enabled,ajax_fade,page_not_loaded,,no_animation_on_touch,qode-title-hidden,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-26.4,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.6.0,vc_responsive

LIXO EXTRAORDINÁRIO

Existem várias formas de se colocar no lugar do próximo. Ter empatia é fazer de tudo para olhar para uma situação que considera execrável e se colocar na vida daquela pessoa. O ato de se estender a mão e fazer parte de um processo de transformação é singular, é único.

Quando o artista Vik Muniz decide olhar para seu passado difícil e revisitar esse processo complexo de sua vida, provavelmente não poderia entender como trabalhar com uma comunidade de catadores de lixo traria tanto significado ao seu passado e moldaria seu futuro.

A relação do artista com aquelas figuras sem esperança, estrutura e fora da realidade tenta dar um novo olhar para o que produzimos todo dia e que é considerado lixo, uma analogia ao processo que nos submetemos diariamente não apenas com o que descartamos no consumo, mas também com nossos semelhantes.

Existe um mundo de valores incompreendidos entre pessoas consideradas invisíveis pela sociedade. E a arte ajuda a mostrar isso, nos colocando como espectadores de um comportamento que pode e deve ser mudado. Nossa humanidade e nosso planeta agradecem.

Transformador.

(No Netflix)

Lixo Extraordinário / 2010
Dir. Lucy Walker / João Jardim



Abrir Chat
Posso ajudar?